Charlie Shrem lançou em $ 1 milhão de fiança após a detenção da estrada de seda | PT.concellodemelon.org

Charlie Shrem lançou em $ 1 milhão de fiança após a detenção da estrada de seda

Charlie Shrem lançou em $ 1 milhão de fiança após a detenção da estrada de seda

CEO BitInstant Charlie Shrem foi hoje libertado sob fiança depois de uma audiência no tribunal.

Shrem compareceu perante o Tribunal Distrital dos EUA em Manhattan, esta manhã, saindo logo após em uma fiança de US $ 1 milhão.

O CEO foi preso no Aeroporto Internacional de John F Kennedy, em Nova York na segunda-feira. Ele enfrenta graves acusações de lavagem de dinheiro, trazidos pela Procuradoria os EUA em Manhattan.

Shrem é tudo menos um homem livre neste momento. Sob os termos do contrato de fiança, ele permanecerá confinado a casa de seus pais no Brooklyn. Subprocurador US Serrin Turner oposição fiança, argumentando que Shrem tem um forte incentivo para fugir e os recursos para fazê-lo. O patrimônio líquido da Shrem, que foi criado durante a audiência de fiança, está em US $ 6m, Os Mailreports diárias.

Manter o silêncio

O advogado de Shrem Keith Miller insiste que as alegações no escritório do Procurador os EUA queixam são "simplesmente alegações" e que Shrem se presume inocente, que vai sem dizer. No entanto, Miller não divulgou muito mais do que isso.

É altamente improvável que Shrem fará quaisquer declarações, ou, como eles poderiam ferir o seu caso ou possivelmente até mesmo violar os termos de seu acordo de fiança.

Os gêmeos Winklevoss emitiu um statementyesterday, dizendo que o BitInstantmanagement fez um compromisso claro de respeitar todos os regulamentos aplicáveis, incluindo as leis de lavagem de dinheiro.

"Nós não esperava nada menos", os irmãos disseram em um comunicado, acrescentando que eles estão profundamente preocupados com a prisão. A dupla estava ansioso para esclarecer o seu papel como investidores passivos em BitInstant, acrescentando que eles vão fazer tudo o que podem para ajudar agentes da lei.

Perguntas não respondidas

Embora Shrem foi concedida fiança, isso não deve ser tomado como um sinal de fraqueza por parte dos promotores. Ao todo, o vínculo é enorme e é claro que a Procuradoria os EUA considera um risco de fuga.

As acusações são de fato muito sério. Shrem não é acusado de simplesmente facilitar a lavagem de dinheiro através de sua troca, mas com ter conhecimento explícito das transações envolvendo Robert Faiella, que vendeu mais de US $ 1 milhão no valor de bitcoins para os usuários da Rota da Seda.

Shrem parece não estar disposta a comentar as alegações, juntamente com Faiella.

A comunidade bitcoin parece ser dividido com a notícia. Enquanto alguns estão saudando Shrem como uma figura mártir e vítima de reguladores excesso de zelo, outros estão felizes de ver as costas dele - argumentando que tais práticas obscuras estão dando bitcoin um mau nome.

BitInstantWinklevossCharlie Shrem

Notícias relacionadas


Post Notícia

A Parceria Bitnet abre as 260 Companhias Aéreas para Pagamentos Bitcoin

Post Notícia

Bitcoin ganhou legitimidade baseada no mercado como XBT

Post Notícia

Bitcoin não consegue impressionar os banqueiros no desafio de inicialização peruana

Post Notícia

Bitcoin Exchange Processor EgoPay congela fundos de clientes

Post Notícia

O Painel Bitcoin procura nova regulamentação em Nova Jersey

Post Notícia

Os comerciantes da indústria pornô podem ser um ponto de apoio para bitcoin?

Post Notícia

US $ 80.000 em Bitcoin aproveitado no International Dark Web Crackdown

Post Notícia

Canadian Startup BitGold encerra rodada de financiamento de US $ 3,5 milhões

Post Notícia

Resumo do Regulamento Bitcoin: Booze Ban, Les Taxes e Bank Musings

Post Notícia

Crypto 2.0: Counterparty Debuts Multisig e Ethereums Crowdsale

Post Notícia

O governo australiano pode brevemente US $ 9 milhões em Bitcoins de Estrada da Seda

Post Notícia

BitAngels flutua o barco de Blueseed